O que é inspeção técnica em materiais de içamento e movimentação de cargas?

A inspeção técnica industrial é uma forma de garantir a segurança na movimentação de carga e reduzir perdas com máquinas paradas. Descubra por quê!

Se a sua empresa trabalha com máquinas de elevação e movimentação de cargas, então você está sempre preocupado com a segurança dos colaboradores e o estado de conservação dos equipamentos, não é mesmo? Se esse é o seu caso, então você certamente ouviu falar da inspeção técnica em materiais de içamento e movimentação de cargas.

Afinal, essa atividade é a garantia de que as suas máquinas não ficarão paradas, o que ocasiona custos gigantescos para qualquer negócio. Além, é claro, de assegurar o bem-estar dos seus funcionários.

Mas, você sabe como essa verificação funciona? Quais são os equipamentos e peças avaliados? E por que você não pode ignorá-la? A seguir, tire essas e outras dúvidas sobre o assunto!

O que é a inspeção técnica em materiais de içamento e movimentação de cargas?

Em resumo, ela consiste na avaliação do estado de todos os materiais e sistemas usados para içamento e movimentação de cargas conforme as normas técnicas vigentes. Por meio dela, é possível identificar se há desgastes e deformações de forma a evitar o mau funcionamento.

Esse tipo de verificação é uma prática comum entre as melhores empresas de todos os setores, sendo feita de duas formas: por meio da inspeção visual e da inspeção dimensional.

Na primeira, os inspetores buscam por eventuais problemas externos dos materiais, como: amassamentos, fissuras, trincas e falta de trava do gancho das lingas de correntes, manilhas e acessórios, por exemplo; e cortes no corpo das cintas, descosturas e ausência da etiqueta de identificação nas cintas têxteis, entre outros. Nesta fase, é observado também o ajuste dos componentes e a eficácia durante o uso.

Já a segunda analisa as dimensões e deformações de cada um dos materiais existentes, observando se eles estão dentro dos limites aceitáveis pelas normas técnicas vigentes. Todo o processo é acompanhado do início ao fim por um profissional especializado, que fica alocado na empresa. O tempo para realizá-lo varia bastante, porque depende do número de equipamentos e da disponibilidade deles na planta fabril.

>>Conheça nossa inspeção em materiais de movimentação de carga

Quais são as etapas dessa verificação?

Para realizar a inspeção técnica em materiais de içamento e movimentação de cargas, são obedecidas cinco etapas:

  • Levantamento;
  • Identificação;
  • Registro das informações;
  • Execução;
  • Finalização.

Quer saber como cada uma delas se dá? Então, acompanhe os detalhes a seguir.

Levantamento

Trata-se do pontapé inicial dos trabalhos. Aqui, o inspetor fará uma visita técnica e contará todos os equipamentos e acessórios que precisam ser revisados.

Mas, caso isso não seja possível, você pode também enviar um formulário para a empresa responsável, que fará uma estimativa dos elementos a serem vistoriados.

Identificação

Feito isso, o próximo passo é identificar quais materiais pertencem a determinados setores e unidades fabris. Essa fase ocorre para que haja um controle e a manutenção do histórico dos equipamentos, o que facilita o mapeamento para o relatório final — sobre o qual falaremos mais adiante.

Execução

Esse é o momento em que colocamos a mão na massa. A partir da relação do que deve ser avaliado, a empresa responsável fará a inspeção visual e dimensional dos materiais de içamento e elevação de cargas, como:

  • Cintas de poliéster;
  • Cabos de aço;
  • Lingas de correntes (grau 8 e 10);
  • Olhais de içamento;
  • Manilhas;
  • Ganchos;
  • Elos;
  • Dispositivos especiais (balancim, tenaz, barra de carga, entre outros).

Para a inspeção técnica, são levadas em conta as principais normas de referência de fabricação, tanto nacionais quanto internacionais, assim como a aplicação e o histórico de manutenção das máquinas.

Finalização

Por fim, os resultados da avaliação são emitidos em um relatório final. Esse documento contém fotos e a descrição de todos os itens vistoriados, além de uma relação de quais estão aptos para serem usados e quais estão danificados.

Esse estágio é acompanhado de um book técnico, que apresenta uma radiografia completa dos itens. Logo, é por meio dela que a sua empresa saberá quais peças devem ser trocadas ou consertadas e se é preciso fazer alguma manutenção corretiva.

>>Veja nossos produtos para automação industrial

Como a inspeção técnica industrial reduz custos?

Você deve estar pensando agora: qual é a vantagem em fazer uma inspeção técnica em materiais de içamento e movimentação de cargas? Sem dúvida alguma, a primeira resposta para essa pergunta é o aumento na segurança dos colaboradores. Afinal, ao cuidar bem do seu capital humano, você manterá um ambiente produtivo e evitará custos trabalhistas em caso de acidentes.

Mas isso não é tudo. Com a avaliação diária de um profissional interno, aliada à verificação especializada, os custos de manutenção diminuirão drasticamente. Além de você garantir um maior controle das compras e da revisão de equipamentos por meio do histórico das ações.

Como pudemos perceber, a inspeção técnica industrial tem muitas vantagens. Agora, basta colocá-la em prática! E você, quer saber mais sobre esse e outros assuntos do mundo da automação industrial? Então, acompanhe a nossa página do Facebook e do Linkedin.

Ligaremos para você

De Segunda à Quinta-feira das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 18:00.

Sexta-feira das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00