Automação industrial: conheça 4 tecnologias para sua empresa

As inovações em automação industrial aumentam a produtividade e diminuem custos. Veja as mais importantes

automacao industrial

A automação industrial é um assunto que deve estar presente em todas as empresas que buscam agilidade e um melhor uso de recursos. Afinal, mais do que uma tendência, essas tecnologias são o único caminho a ser seguido pelas fábricas que buscam competitividade em relação à concorrência.

E você, quer descobrir quais inovações estão em alta no mercado e não podem ficar de fora da sua empresa? Então, confira quatro novidades para ficar de olho.

A automação industrial e a indústria 4.0

Quando falamos em automação, um dos termos que se destacam é o da indústria 4.0. Também conhecida como a quarta revolução industrial, ela se refere ao uso da internet e de novas tecnologias de conectividade para tornar as empresas mais eficientes.

Embora pareça obra de ficção, na verdade todas essas inovações, como a robótica e a inteligência artificial, já estão presentes mundo afora — inclusive no Brasil. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a venda de robôs industriais no país cresce a uma taxa de 9% ao ano desde 2010.

Já uma pesquisa feita pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) indica que a digitalização de processos deve alcançar 21,8% até 2027. Logo, é importante se preparar para acompanhar as novidades e avaliar as que mais se encaixam na sua área de atuação.

1. Robótica

Certamente, os robôs estão entre os equipamentos de automação industrial que mais crescem no Brasil. A estimativa é que de 2015 a 2020 sejam adquiridas 11.900 máquinas no país, conforme pesquisa feita pela Federação Internacional de Robótica.

E não é para menos. Ao empregar equipamentos para a realização de processos no chão de fábrica, as empresas ganham segurança e produtividade. Isso porque a robótica possibilita a execução de ações repetitivas, ou que exijam força, de maneira rápida e precisa, incentivando o uso de capital humano para o desenvolvimento de ações estratégicas e para o controle das máquinas.

Entre os recursos mais comuns estão a movimentação de cargas, o uso em linhas de montagem e a inspeção de produtos.

2. Internet das Coisas

Também conhecida pela sigla em inglês IoT, a Internet das Coisas representa a conectividade do maquinário com a internet.

Na prática, isso significa que os robôs dotados dessa tecnologia estão ligados a uma central de informações, ou mesmo entre si, tornando possível o compartilhamento de dados de funcionamento em tempo real. Dessa forma, o seu negócio poderá realizar um melhor planejamento de produção ou uso de matérias-prima, aumentando o desempenho.

Por meio da IoT, é possível ainda acompanhar os níveis de produção e eventuais necessidades de reparos, que são acompanhados através de aplicativos e sistemas de informação.

Caso estejam operando abaixo do esperado, é possível acessar os dados a qualquer momento, o que abre espaço para a realização de alterações capazes de obter o máximo em eficiência.

3. Big data

Para garantir o maior aproveitamento dos dados gerados pela internet das coisas é necessário gerar e cruzar informações. Esses elementos são compartilhados pela computação em nuvem e são armazenados em bancos para análise dos número e tomadas de decisão.

A produção em massa de dados, conhecida como big data, é uma parte fundamental da automação industrial, porque é através dela que a sua fábrica poderá melhorar a eficiência e ter um planejamento mais satisfatório.

Com ela, por exemplo, você poderá realizar correções pontuais e cruzar dados entre os setores de compras, logística e vendas, tendo um panorama amplo dos seus resultados.

Quando associado ao machine learning — processo de auto-aprendizado das máquinas — o big data possibilita ainda a realização de ajustes pelos próprios equipamentos, sem que haja qualquer interferência humana.

4. Inteligência artificial

A capacidade de organizar dados e realizar ações autônomas são algumas das maiores revoluções trazidas pela inteligência artificial. Apesar de parecer distante, na verdade as suas aplicações estão presentes no nosso dia a dia, como por meio do uso de algoritmos para prever as vendas e fazer recomendações aos clientes.

Embora esteja muito ligada a processos administrativos e de comunicação, essa é uma tendência importante e que aos poucos ganha espaço nas grandes fábricas do mundo todo.

E você, está preparado para as mudanças trazidas pela automação industrial? Quais ferramentas são aplicadas no seu negócio? Conte para a gente nos comentários. Ah, e se você gostou deste texto, não deixe de compartilhar nas redes sociais!

Ligaremos para você

De Segunda à Quinta-feira das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 18:00.

Sexta-feira das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00